sexta-feira, 17 de agosto de 2007

O que eu ouço...

(na sala de embarque do Aeroporto, uma familia: Pai, Mãe e Filha, depois de férias)

Mãe:Estava farta...Ui, meu Deus, 15 dias no mesmo Hotel.
Pai: ...
Mãe:Ainda bem que acabaram.Tava farta de férias.Vou falar com o senhor da agência, assim nunca mais!...Só comes porcarias!Tu e a tua filha, meu Deus!...Prefiro ficar no meu apartamento em Vila Nova de Gaia!Jesus!O tempo não passava.
Filha:(enquanto devora pacote de batata frita com o Pai)Eu achei que acabaram rápido.
Pai: ...
Mãe:Meu Deus!Pareceram 3 meses!Sempre o quarto e a piscina do hotel.E agora vamos para casa dos teus pais.Cruzes!
Pai: ...
Mãe:E não dizes nada??Só comem porcarias!Estou mortinha por chegar a casa!Não sei como aguentam...Mil vezes ficar em Vila Nova de Gaia...Já estão a entrar para o avião!Aleluia!

Eu acrescento...Isto é só um minúsculo excerto...

(no café, durante o jogo Sporting-Académica, sem adeptos de uma e outra equipa)

-Manco!(sobre jogador da Académica que falha um passe);Falta!??É sempre a mesma coisa, sempre pró mesmo lado!(sobre lance assinalado pelo árbitro como falta a favor do Sporting)
-PENALTYYYY!!!Aí Jesus!Ceguinho...(lance na área do Sporting)
(a seguir, arbitro marca penalty na área da Académica)
-O QUÊ???(entre risos)É sempre a mesma merda!E isto só está a começar!Já está visto que este ano vão ser levados ao colo!Até já castigaram o Lisandro!

Eu acrescento...Só se haviam jogado 90 minutos de um campeonato com 30 jornadas...

(entre 2 amigos, em conversa sobre "gajas")

O 1º-Outra vez?Tu és um banana!E foste lá porquê?Como é que dás bola a essa gaja?
O 2º-Fui falar com ela.
O 1º-Falar o quê?Essa tipa só te faz mal!É má pessoa!
O 2º-Tu não percebes nada.Ela não é assim...
O 1º-Olha para aquela miuda...Que boa!(...e mudam de assunto)

Eu acrescento...Vá se lá perceber as relações humanas...

As conversas que escutamos á nossa volta são ás vezes absolutamente estranhas, absurdas e simplesmente reais.

Boas férias!

1 comentário:

Marta Araújo disse...

Histórias engraçadas de facto!
Engraçadas porque causam estranheza. Porque, por ventura, lembram a diferença. Recordam que neste admirável mundo, existe uma espécie de sub-mundos. Quando ouço este tipo de conversa penso: "de facto aqui está uma situação de um mundo que não é o meu. Mas, claro está, é preciso ter capacidade de encaixe e perceber que apesar de estranhas e de imcompreensíveis para mim, são, na verdade, parte integrante da vida real". E que vida esta!