sábado, 10 de novembro de 2007

Cunhal, Álvaro


Álvaro Cunhal 1913-2005

É uma das figuras da História de Portugal que mais cativa a minha empatia.
Não me identifico com a ideologia do Partido Comunista. No entanto sempre olhei Álvaro Cunhal com um fascínio difícil de vos explicar.
Dele li as histórias da clandestinidade. O pensamento político.
A imagem de politico austero. A pose de Estadista. A convicção com que defendia a ideologia. Era(é) para mim o "político em estado puro".
Como escritor é exaustivo. Criador de pormenores. Fantástico contador de Estórias.
Dele disse Mário Soares, eterno adversário político, «Foi um militante abnegado do Partido Comunista toda a vida, identificou-se com a história do seu partido. Foi um grande resistente contra o fascismo e o colonialismo e sob esse aspecto tem de ser admirado, uma pessoa com grande verticalidade».
Esta é a ideia com que sempre olhei Cunhal: empenhado, um homem de causas e de convicções. Vem daí a minha admiração pela figura.

Álvaro Cunhal nasceu a 10 de Novembro de 1913.

Sem comentários: