sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Mariza

É a figura desta manhã, não porque venceu o Grammy para o qual estava nomeada mas porque, diz quem viu, fez um concerto Memorável, ontem, no Pavilhão Atlântico.


O Fado é tão Nosso.

Fado com o chorar de uma guitarra, com uma voz que fala do coração.

Fado é sina, "estranha forma de vida", retrato de um País. Retrato do Povo.
Fado, meu fado...

"Foi por vontade de Deus
que eu vivo nesta ansiedade.
Que todos os ais são meus,
Que é toda a minha saudade.
Foi por vontade de Deus.
Que estranha forma de vida
tem este meu coração:
vive de forma perdida;" excerto de "Estranha forma de Vida"

Sem comentários: