sexta-feira, 4 de abril de 2008

Perder...

Perco tudo!
Ou são as chaves que deixo em qualquer lugar.
Ou a caneta, que por ser instrumento de trabalho, também deixo em qualquer lugar.
Esqueiros! Não é exagero, por dia, troco de esqueiro 3 a 4 vezes, porque os perco...
Perco a paciência, com certos tipos e situações.
Eu próprio me perco a olhar para o que passa.
Perco-me nas horas. Nos braços. Na noite.
Perco os trocos. A roupa. Perco-me no (não com!)trabalho (esta não me parece grave).
E por estupido que pareça destesto perder! Mas perder é verbo que conjugo muitas vezes! e perco-me!
(um dia destes sou um qualquer balcão de perdidos, é que depois de perder normalmente é um 31 para achar!)
Calma!
Apesar de tudo são poucas as razões que me fazem perder a cabeça! : )

5 comentários:

Bruno Marques disse...

Perder por vezes também pode ter consequências positivas. Muitas vezes pensamos que estamos a perder muitas coisas, mas vendo bem estamos é a ganhar...

Jorge Rita disse...

Tás lá Bruno...
Este "perder" não é de facto sinal de derrota os de perda mas de conquista...
:)

Anónimo disse...

Isqueiro, com i!

Jorge Rita disse...

Dasse! Erro enorme! Obrigado pela atenção!

letaboboleta disse...

eu tb sou tipo isso.....muitas vezes rezo pk tenho a cabeça pegada ao corpo senao....uiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!

*leta*