quinta-feira, 24 de abril de 2008

A politica (a do PSD)

Hesito sempre que se abre uma oportunidade para falar de politica aqui no blogue.
Hesito, porque não me sinto «credenciado» para analisar todas as vertentes da acção politica.
Hesito, porque muitas das vezes o discurso dos políticos é «conversa para boi dormir»...mas desta vez não resisto!
A crise de liderança do PSD é preocupante (para não lhe chamar outra coisa!).
São tantos os candidatos que até assusta!
A saída de Durão Barroso deixou o partido á deriva.
À falta de um líder forte sucedem-se os «menos maus» o que torna a oposição ao Governo (no caso) fraca, sem chama, com consequências no próprio desenvolvimento social do País.
Rui Rio teve hoje uma intervenção na RTP que me surpreendeu, pela positiva, pela forma clara e lúcida como abordou a questão.
Não sei se Manuela Ferreira Leite vai vencer as eleições internas.
Não sei se Pedro Passos Coelho é capaz de fazer valer a posição de ex-líder da JSD. Se Santana Lopes volta á luta.
Sei, e espero que dentro do PSD também percebam isso, que o primeiro ministro José Sócrates precisa de uma oposição forte e credível, porque assim fará mais e melhor. E nós também podemos viver melhor se as politicas melhorarem...como está, a coisa está má!

1 comentário:

flá disse...

No seguimento do teu texto, e a dar-te razão, aconselho a leitura da fabulosa crónica de Ricardo Araújo Pereira, na Sábado desta semana.

A mim ainda me assusta mais a hipótese de sair um futuro primeiro ministro desta confusão. Do mal a menos: Manuela Ferreira Leite. mas eu tb nao estou minimamente habilitada pra fazer comentários desta natureza.