segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Expliquem-me como se eu fosse muito burro

25mil euros são suficientes para que aquela fulana, namorada ou mulher do fulano que foi a um novo programa da Sic, passar pela vergonha que passou???
E expliquem-me ainda...o inquérito para participar no programa já continha muitas daquelas questões. O gajo não tem noção do papel ridiculo que fez???

Eu nunca me sujeitaria a um papel daqueles. Eu, naquelas circunstancias, nunca sujeitaria a pessoa de quem gosto(?) a tamanha humilhação.
Ninguem merece! Ou melhor, a fulana merece. Afinal encarou tudo com um sorriso.
Sou eu que sou muito conservador ou ela que é muito loira???

Nota: não vi o programa, apenas li em jornais o que foi dito e ontem vi uns excertos numa discussão sobre a matéria...

4 comentários:

Lady disse...

Fiquei mais chocada quando ontem, num "especial", o "comentador" Gonçalo da Câmara Pereira, disse que o que o homem fez era normal porque era HOMEM e que a mulher devia compreender que é assim a vida... E que ele tinha uma reputação a defender perante os amigos!! Hello??? Ele admitiu igualmente não fazer tudo que estava ao seu alcance para estar com a filha e que não sabia guardar segredos... Isto também é normal??

Enfim, mais um programa polémico da nossa Teresinha :)

Isandes disse...

Também não vi (Anatomia de Grey faz-lhe alta concorrência), mas diz que sim, que tudo tem um preço...

flávia disse...

Jorge, mas devias ter visto, compreenderias que afinal ela é muito MULHER e o gajo é um maricas de merda. Ela demonstrou que é muito superior a ele, pois manteve-se irredutível durante todo o programa e no final do mesmo mandou-o pro cara***, as câmaras mostraram. Contudo, pareceu-me que ela pouco se importa de ser encornada..

Eu só ontem vi o programa por sorte, mas serviu para confirmar a opinião que tinha dele ainda antes de o ver: que programa de cáca, voltamos à tv-lixo do tempo do BOOM dos reality shows? Apercebi-me, contudo, que ele vai partir muita loiça. Deve ser esse o seu propósito...

Pedro Reis Sá disse...

Basicamente eles só podem, como diria um amigo meu, ter créditos até ao pescoço!