sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O tempo de antena

Não resisto:
Hoje a Manuela Moura Guedes entrevistou o presidente da ERC. E o que é esta coisa?? É designada por Entidade Reguladora para a Comunicação Social. A mesma que recebe queixas sobre o sketch do "Louvado sejas, ó Magalhães" do Gato Fedorento e se pronuncia e considera excessivo o tempo do comentário politico do Professor Marcelo Rebelo de Sousa na RTP.
A abordagem feita teve como ponto de partida um estudo com o ranking da liberdade de imprensa da responsabilidade dos "Repórteres Sem Fronteiras", onde Portugal desceu 8 lugares precisamente por a dita entidade reguladora actuar «em demasia» violando o principio da liberdade de imprensa.
Sem querer discutir o papel da ERC, a sua actuação e os condicionalismos que impõem ou não aos jornalistas quero aqui registar a ideia sublinhada pela Manuela Moura Guedes: dizia ela "...mas no caso Marcelo Rebelo de Sousa a ERC considerou excessivo o tempo concedido em contrapartida com outras forças politicas. Contam o tempo ao cronómetro?"
Ri, ri e ri outra vez. É que naquela fracção de segundo vi (imaginei) quase mil figurões, concretos, a fazer o mesmo servicinho...
"Vocês sabem do que é que estou a falar" , dizia o Octávio Machado.

3 comentários:

Sidonio disse...

Também vi a entrevista e tirei duas conclusões:

1ª A Manuela Moura Guedes fez ( aliás como sempre) figura de triste, de idiota, prepotente e ignorante.....
Acho que ela não se importa com estes adjectivos, uma vez que é a favor da liberdade de imprensa e consequentemente de expressão.

2ª A segunda cheguei á conclusão que não sou só eu que acho que o prof. Marcelo já tem tempo de antena a mais.......

RUA COM ESTES DOIS.......

Jorge Rita disse...

Discordo na totalidade Sr. Drº. Mas a discussão é alavanca da sociedade.
Venha mais vezes!

Ianita disse...

Concordo plenamente com o que dizes, embora, confesso, não tenha visto a entrevista.O motivo é apenas e só um: não consigo ver notícias na tvi.A Manuela, com desculpa da frontalidade, é mal-educada e isso incomoda-me. Assim como a Constança Cunha e Sá... Até me arrepio só de pensar. A Judite, por exemplo, consegue ser frontal, pôr o dedo na ferida, sem perder a educação.

Quanto ao Professor Marcelo, parece-me que quem ganha mais com a saída dele de antena é mesmo o PSD, mas isso já sou eu, que sou mazinha, a dizer. :)

A verdade é que não concordando com muitas coisas que ele diz, é uma pessoa que gosto de ouvir. Fazem falta espaços de opinião em que se fale da actualidade sem ser com acusações pessoais e insultos (como o Miguel Sousa Tavares faz, por exemplo).

A minha liberdade termina quando começa a do outro. Por isso é que, e desculpem-me, a liberdade de expressão tem limites. Não posso, só porque me apetece e me parece correcto, chamar nomes ao sr. Miguel Sousa Tavares, embora muitas vezes ele recorra a termos menos próprios para se referir às pessoas. Ninguém tem o direito de insultar ninguém, basicamente porque temos o direito de viver sem sermos insultados.

Já me alonguei... Sorry! :)

Kiss