domingo, 7 de junho de 2009

Eleições I

A confirmarem-se as projecções as forças de esquerda, que não o PS, crescem na votação.
Cresce também a descrença no poder Socialista. O Magalhães é pouco, muito pouco, para o Zé convencer os portugueses a acreditar num Governo de folclore politico.
Votei em Nuno Melo. Ao contrario de todas as sondagens pré-eleições o PP quase duplica a votação. Espero que Nuno Melo justifique em Bruxelas a c onfiança do meu voto.

3 comentários:

ianita disse...

Pois... mas as eleições europeias não têm nada que ver com Magalhães, nem com a avaliação de professores, nem com a descida do défice, nem com a lei de descriminalização do aborto, nem com nada disso...

Nesta campanha, faltou falar-se da Europa.

Hoje, ganhou a falsa abstenção. Ganhou o ficar em casa... ganhou o ir passear... ganhou o ir de férias... o que eu queria, era que estes 65% que não quiseram ir, pelo menos, não passassem a vida a queixarem-se com o rumo das coisas...

Kisses

Flávia disse...

o psd só ganhou pq parte do eleitorado do ps votou sim mais à esquerda pra mostrar q n se revê neste ps q deturpa os ideais que estão na sua base. o sócrates e a política do governo são os responsáveis. o povo realmente n tem memória curta.

Lady disse...

Infelizmente não pude ir votar, mas claro que o meu voto iria para Nuno Melo!!!

Fiquei triste por ter de fazer parte da abstenção... Mas se o povo quisesse mostrar alguma coisa a este governo, era ir lá e votar em branco!!