quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Violencia doméstica


"O britânico Billy Duncan quer apagar da sua memória o dia em que a sua companheira e mãe do seu filho, Helen Hodge, de 34 anos lhe arrancou os testículos puxando-os com as mãos ao mesmo tempo que o acusava de andar com outras mulheres.
Quando conseguiu libertar-se da companheira estava a esvair-se em sangue. O irmão foi em seu socorro e chamou uma ambulância. Os médicos conseguiram salvar ambos os testículos."
in Correio da Manhã, edição de 26 Nov.

3 comentários:

Flá disse...

fogo, n achei bem (o q ela fez, claro). até a mim me doeu e eu n tenho tintins. a ultima frase deixou-me dúvidas e foi inconclusiva: que quiseram dizer com "Os médicos conseguiram salvar ambos os testículos"? porque aqui quem precisa de salvação é o gajo, com um implante testicular. de que lhe vale ter testiculos se n estão no seu devido lugar? e uma coisinha tão sensivel como os tintins consegue-se recolocar no devido sítio, suturados concerteza, e voltarem a ser o q eram? o gajo poderá ter filhos?
com grandes dúvidas me fico...

Elsa disse...

Isso é amis k violencia doméstica, isso deve dar cabo da integridade fisica e mental de qualquer homem...Jesus Crist

Essa mulher é louca, mas infelizmente casos destes n acontecem apenas no estrangueiro...há muitas(os) loucas(os) disfarçados...

Cor do Sol disse...

Ui!