quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Histórico! É hoje!!!


[After jogo: Foram 6 secos é verdade. Mas se fosse 1-0 era igual. A exibição foi muito má e isso sim é que dá que pensar. Mas estamos lá. E há outras batalhas para os gverreiros!]

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Apesar de tudo...

A situação da trapalhada na Federação Portuguesa de Futebol em torno do seleccionador, da equipa e do presidente é um mero exemplo daquilo que acontece em muitas empresas e no próprio sector do estado. As pessoas eternizam-se nos cargos de chefia, criam vícios, tornam-se pouco competentes, arrogantes e depois fazem merda.
Parece-me que foi o caso...
Vá lá que desta vez o Madaíl percebeu que também deveria por pés ao caminho.
Fossem todos como ele...(se bem que ele não é grande coisa)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

de 2004 até hoje ás 15.00horas

Fui estudar à séria tardiamente.
Dei-me uma nova oportunidade em 2004 quando fui parar aqui.
Despachei-me da coisa num momento retratado aqui.
Hoje pus ponto final ao assunto. Só faltam umas formalidades para, corporativamente, me integrar aqui.

Nos agradecimentos cabem muitos.
Não lhe preciso de por nomes.

[Agora vou ali arrumar um monte de papeis que foram minha companhia durante os últimos meses. Vão arder no inferno!]

APTO

Adjectivo no dicionário definido como: "Capaz; Hábil; Idónio".
Na minha linguagem: "Até que enfim! Estava fartinho desta merda!"
APTO, seis anos depois!

sábado, 4 de setembro de 2010

Do significado de "Rentrée politica"

"The year not begin in January. Every french person knows that. The year really begins on the first monday of September.
This is when Parisians get back to their desks afther their month-long holiday and begin working out where thei'll go for the mid-term break in November.
It's also when every french project, from a new hairdo to a nuclear power station, gets under way, wich is why, at 9am on the first monday of September, i was standing a hundred yards from the Champs-Élysées wathching people kissing."

In "A year in the merd" de Stephen Clarke