sexta-feira, 2 de março de 2012

Indelicadeza da minha parte.

Hoje acordei ensonado, como de costume, com alguém a bater-me à porta de casa.
"Rais parta estes !"$"#!$"$%$#%, que aparecem todos enfatiotados para me vender a palavra do Senhor!"
Mas lá abri... em forma de mulher, com ar radiante, com luz lá me disse: "Sou a Felicidade, venho cá todos os dias, o sr. é que não nos costuma abrir a porta."
A Felicidade, que vinha em forma de mulher, lá seguiu depois com o discurso da palavra do Senhor e enumerou as vantagens da banha de cobra que vendia.
Agradeci-lhe. Disse que ia pensar. Que voltasse outro dia. Para a gente conversar com mais atenção. Hoje estou ainda ensonado, e sem grande tempo. Acabei a pensar..."persistente esta Felicidade, ainda lhe vou ficar com qualquer coisa."

Sem comentários: